Planícies do Alentejo, ALENTEJO

SOBRE PORTUGAL
Página Inicial / Sobre Portugal
PROGRAMAS DESTINOS
pesquisa avançada   
SOBRE PORTUGAL
INFORMAÇÕES PRÁTICAS

ALOJAMENTO

Existe em Portugal uma grande oferta de estabelecimentos hoteleiros que proporcionam alojamento, com ou sem fornecimento de refeições e outros serviços acessórios, tendo a seguinte classificação:

Hotéis: Normalmente estão localizados num edifício construído para o efeito. A escolha é diversificada, entre um grande número de unidades, que, atendendo à localização e à qualidade das instalações, estão classificados de 1 a 5 estrelas.

Hotéis – apartamento (aparthotel): São classificados de 2 a 5 estrelas, a opção ideal para quem procura mais independência, sem deixar de usufruir de todos os serviços de um Hotel. Aqui tem geralmente uma pequena cozinha onde poderá preparar as suas refeições.

Estalagens: Localizam-se geralmente fora das cidades e são classificadas em 4 ou 5 estrelas. São unidades acolhedoras que reflectem as características da zona em que se inserem.

Pensões: Por vezes ficam em edifícios que foram adaptados para o efeito. São a opção mais económica, e estão classificadas em 3ª, 2 ª e 1ª categoria e as melhores como Albergarias, que, por vezes, apresentam serviços ao nível dos hotéis. Por vezes surge o termo “residencial” que, na prática, oferece o mesmo tipo de serviço que “pensão”.

Pousadas: Proporcionam um grande nível de conforto e estão instaladas em monumentos ou locais de grande beleza natural. Estão classificadas em 4 categorias: Histórica, Histórica Design, Natureza e Charme. Prestam um serviço equivalente ao de um hotel de cinco estrelas.

Aldeamentos Turísticos: Classificados de 3 a 5 estrelas, situam-se em espaços delimitados, em que se concentram todos os serviços e equipamentos de apoio.

Turismo em espaço rural: Normalmente são casas de arquitectura rústica que se traduzem em produtos turísticos de qualidade, enquadrados em ambiente natural e campestre em perfeita harmonia com a rusticidade dos locais. São, normalmente, geridas pelos proprietários, que criam um ambiente de conforto e descontracção próprios para umas férias junto da natureza.

Solares de Portugal: Constituem um património erigido, legados de antigas famílias, incluindo Casas Antigas, Quintas e Herdades. São edifícios de grande valor histórico e patrimonial, onde o cliente é acolhido num ambiente de grande simplicidade e tradição, ao nível de hotéis de 4 e 5 estrelas.

Parques de Campismo/Caravanas
Existem muitos parques em Portugal, com excelentes condições. Para se informar acerca da localização, condições e preços adquira um “Roteiro do Campista” à venda nos postos de turismo ou livrarias. Contactos úteis: Orbitur (www.Orbitur.pt); Inatel (www.inatel.pt); Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (218 126 890; www.fcmportugal.com; Av. Coronel Eduardo Galhardo, 24D-Lisboa).

Pousadas da Juventude
Portugal tem à volta de 36 pousadas da Juventude. As condições são básicas mas os preços muito acessíveis, podendo ser utilizadas sem qualquer limite de idade. No Verão é necessária reserva prévia. As pousadas são geridas pela MoviJovem (707 203 030;www.pousadasdajuventude.pt; Avenida Duque de Ávila, 137 – Lisboa)

CLIMA

A extensa costa atlântica do país é o factor que mais influencia o clima. Nas regiões costeiras pode chover muito durante o Inverno, no entanto as temperaturas não descem demasiado. A excepção a este fenómeno é o Algarve, que, apesar de ter costa atlântica, está virado para sul e é protegido das nortadas pelas montanhas. É assim o único com temperaturas amenas todo o ano. As restantes zonas costeiras tendem a ter Verões quentes ou muito quentes, e noites com vento. O interior do país está sujeito a condições mais extremas, com Invernos muito frios mesmo no Alentejo (onde por vezes chega a nevar durante o Inverno, embora raramente) e Verões mais quentes mesmo em Trás-os-Montes (onde no Verão os termómetros já atingiram 47 graus). A Primavera e o Outono são boas épocas para visitar o país porque o clima é mais temperado. Há, também, menos enchentes do que nos meses de Julho e Agosto. No entanto, cada estação tem a sua beleza própria que se revela por todo o território português.

CONDUZIR EM PORTUGAL

A rede de estradas portuguesas já conta com bastantes auto-estradas e está em expansão. Pode-se percorrer quase todo o território do país em auto-estrada (A), o que é uma enorme vantagem para quem circula no nosso território. Lembre-se que deverá pagar portagem nas auto-estradas. Atenção que não deverá passar pela faixa da “Via Verde” (na foto) na zona de portagem. “Via Verde” destina-se apenas aos condutores que têm um contrato específico com a empresa que gere a auto-estrada, pelo que o seu pagamento é feito de outra forma
O país é também coberto por uma moderna rede de vias rápidas (IP ou IC) que poderão ser, em muitos casos, gratuitas.
Algumas das estradas mais antigas estão em mau estado e algumas das secundárias podem ser irregulares ou tortuosas. Existem engarrafamentos nas grandes cidades e nos seus arredores que podem ser evitados se não conduzir às horas de ponta (entre as 8h30 e 10h00 e entre as 17h30 e 19h30). Leve sempre consigo o passaporte ou bilhete de identidade, a carta, o livrete ou documentos de aluguer, bem como o seguro. A falta de qualquer um destes documentos implica uma multa.

CORREIOS

O símbolo dos correios é um cavalo com cavaleiro a branco sobre fundo vermelho (ver foto). O serviço é eficiente. Uma carta em correio normal para a Europa demora cerca de 5 dias a ser entregue e para o resto do mundo cerca de 7 dias. Existe um serviço de correio rápido, designado por correio azul, e que não é muito mais caro. As estações de correios estão normalmente abertas das 9h00 às 18h00 de segunda a sexta-feira.

 

EMBAIXADAS E CONSULADOS

A embaixada ou consulado do seu país é a melhor ajuda que pode ter em caso de alguma emergência. Podem aconselhar-lhe médicos, ajudá-lo se perdeu os seus documentos de viagem. Aqui ficam os contactos de algumas embaixadas e consulados em Portugal:
Austrália (213 101 500; Av. da Liberdade, 200 – Lisboa)
Canada (213 164 600; Av. da Liberdade, 196 – Lisboa;289 803 757; Rua Frei Lourenço de Santa Maria, 1 - Faro)
Estados Unidos da América (217 273 300; Av. das Forças Armadas – Lisboa;226 172 384; Rua Marechal Saldanha 454-Porto)
Nova Zelândia (213 509 690; 9h00-13h00 2ªf a 6ªf; não existe embaixada em Portugal, a mais próxima é em Roma. Este é o contacto do Cônsul.)
Reino Unido (213 961 191; Rua de S. Bernardo, 33 – Lisboa; 226 184 789, Avenida da Boavista 3072 – Porto)

FAZER A MALA

Se vai visitar Portugal no Verão pense em roupa leve, confortável e fato de banho pois nunca se sabe quando terá que parar e dar um mergulho numa praia, lagoa ou rio para se refrescar. No entanto, traga consigo um casaco quente pois muitas vezes as noites de Verão podem arrefecer, especialmente nas zonas costeiras do Atlântico. Este é um país que se conhece andando muito a pé. Por isso, não se esqueça de um calçado confortável para as suas caminhadas. No Inverno, as temperaturas continuam amenas em quase todo o país. No entanto prepare-se para a chuva. Se vai visitar o norte do país pode ser surpreendido com neve.
Em Portugal poderá encontrar alguns entraves à compra de medicamentos, pois alguns só são vendidos com receita médica. A prevenção é a chave para que tudo corra bem, por isso traga consigo aqueles medicamentos básicos, um antipirético, antibiótico, ou a sua medicação regular.

HORA LOCAL

Portugal segue o Tempo Médio de Greenwich no Inverno e adianta uma hora de Março a Outubro. Em Portugal as horas contam-se de 1 a 24.

HORÁRIOS DE TRABALHO

As lojas de rua estão normalmente abertas das 9h00 às 19h00 durante a semana, encerrando para almoço das 13h00 às 15h00. Abertas ao público nas manhãs de Sábado e encerradas ao Domingo. Um pouco por todo o país encontra centros comercias que muitas vezes têm horários muito alargados das 10h00 até as 23h00 ou 24h00 e não encerram ao fim-de-semana. Os bancos estão abertos das 8h30 às 15h30 de segunda a sexta-feira. Os museus estão abertos em geral das 10h00 às 17h00 e a maioria fecha à segunda-feira. Atenção porque muitos fecham também para almoço. Quase todas as Igrejas estão abertas durante o dia e sem horários Nas áreas rurais podem abrir só para serviços religiosos e se as quiser visitar terá que descobrir quem guarda a chave.

INFORMAÇÃO MÉDICA

Os visitantes não necessitam tomar nenhuma vacina em especial embora seja recomendável ter a vacina do tétano, difteria e sarampo em dia. A água das torneiras pode ser bebida em quase todo o lado, excepto no Algarve onda a água da torneira não é de muita qualidade. Se visitar Portugal durante o Verão traga um repelente de insectos. Os mosquitos são aborrecidos mas não trazem nenhum perigo para a saúde. Existem bons serviços de saúde em Portugal e não são caros. Se for cidadão da EU não se esqueça do seu EHIC (European Health Insurance Card) que lhe será útil em caso de alguma emergência ou necessidade de repatriação. Os farmacêuticos poderão ser uma boa alternativa se não tiver nada de grave, podendo diagnosticar pequenos problemas de saúde e sugerir um tratamento. O símbolo das farmácias é uma cruz verde (ver foto). Se encontrar a farmácia fechada esta terá na porta o nome e morada da farmácia de serviço. Hospital de Santa Maria (217 805 000; Av. Professor Egas Moniz - Lisboa); Hospital de São João (225 512 100; Rua Prof. Hernâni Monteiro – Porto).

INTERNET

Em Portugal há cada vez mais sítios onde pode aceder gratuitamente à Internet. Nas sedes locais do IPJ (Instituto Português da Juventude) ou nas bibliotecas municipais, por exemplo, onde normalmente o acesso é restrito a 30 minutos. Se não houver ninguém à espera deixam-no ficar mais tempo. Nas cidades maiores encontra cybercafes e algumas estações de correios também têm netpoints, pagando-se o acesso nestes dois últimos. A Internet wireless já está disponível em muitos locais públicos nomeadamente aeroportos, hotéis, jardins de algumas cidades, e em alguns restaurantes McDonalds. Para uma lista completa de lugares com wireless disponível aceda a www.wi-fihotspotlist.com.

LÍNGUA

O Português é uma língua que tem a sua origem no Latim. Parece-se um pouco com o Castelhano e se souber esta língua terá poucas dificuldades em ler português. No entanto, a pronúncia é completamente diferente e os portugueses nem sempre levam a bem serem abordados em castelhano. A língua portuguesa é falada um pouco por todo o mundo devido à sua história, laços com o Brasil e alguns países africanos. De facto, é a sexta língua mais falada no globo.


MOEDA

O euro foi introduzido a 1 de Janeiro de 1999, apenas para operações bancárias. As notas e moedas entraram em circulação a 1 de Janeiro de 2002. Existem notas de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500 euros. As moedas podem ser de € 2, 1, 0,50, 0,20, 0,10, 0,05, 0,02, 0,01. Contactos em caso de cheques de viagem ou cartões perdidos: American Express (800 204 050); MasterCard (800 811 272); Travelex (01 733 294 451 ou 452 UK); Visa (800 811 824).

 

 

SEGURANÇA PESSOAL E DICAS

Em caso de emergência ligue 112 e quando o operador atender indique o serviço de que necessita: policia, ambulância ou bombeiros. Se necessitar de tratamento médico, dirija-se ao hospital mais próximo. Em caso de acidente ou avaria nas auto-estradas use os telefones cor de laranja. Basta carregar no botão e aguardar uma resposta. Em Lisboa e nas principais cidades o policiamento é feito pela Policia de Segurança Publica (PSP) e nas áreas rurais pela Guarda Nacional Republicana (GNR). Os crimes violentos são raros em Portugal. A maioria dos visitantes não terá problemas, mas devem ser tomadas precauções. Em Lisboa, Porto e Algarve evite as zonas desertas à noite e as zonas de bares depois destes terem fechado. De dia, esteja atento aos carteiristas. Não transporte grandes quantias de dinheiro e esteja atento ao seu telemóvel e máquina fotográfica. Se for assaltado não tente resistir. Em Lisboa, dirija-se ao Posto dos Restauradores onde se encontra a Esquadra de Turismo (213 421 634), mesmo junto ao Posto de Turismo, no Palácio Foz. Para saber os contactos da esquadra mais próxima de si visite http://www.psp.pt/psp/onde_estamos. Contactos úteis: Geral Bombeiros, Polícia, Ambulâncias (112); Ordem dos Advogados (213 955 067; Lg. de S. Domingos, 14, 1º - Lisboa); Assistentes Intérpretes de Portugal (217 994 360; Av. da Republica, 41, 3º - Lisboa).

TELEFONE

Em Portugal existem telefones públicos que podem usar-se com cartões (que terá que adquirir numa papelaria, tabacaria, correios ou lojas da PT) ou moedas. As cabinas encontram-se na rua, centros comerciais ou aeroportos. Se preferir também é possível telefonar de uma estação dos correios em que paga a chamada posteriormente ao balcão. Aqui cobram menos do que nos hotéis. A maneira mais barata de ligar para o estrangeiro é com um cartão de chamadas pré-pagas. Existem cartões de 5€ ou 10€ de várias operadoras em que só tem que ligar para o número de acesso que vem inscrito no cartão, a partir de qualquer telefone e marcar o código PIN indicado. Normalmente as chamadas depois das 21h00 custam menos. Se utilizar o seu telemóvel terá boa cobertura na maior parte do território nacional. Existem três operadoras móveis: TMN, Vodafone e Optimus. Para telefonar de Portugal para o estrangeiro marque 00 seguido do indicativo do país. Se está a ligar do estrangeiro o código para Portugal é 00351. Se pretende fazer uma chamada a pagar no destino marque 171 e terá a ajuda de um operador.


TRANSPORTES PÚBLICOS

As zonas mais interessantes das cidades são normalmente os centros históricos, que poderá percorrer a pé, pois as distancias em geral não são muito grandes. Em cidades grandes e com colinas, como Lisboa ou o Porto, as subidas inclinadas podem ser evitadas usando o eléctrico, funicular ou elevador. A maioria das cidades está bem servida por autocarros, táxis, comboio. Se puder evite os transportes públicos nas horas de ponta (8h00-10h00 e 17h30-19h30).

Autocarros: Pode comprar o bilhete ao condutor mas sai mais económico adquirir com antecedência e em blocos de mais do que uma viagem. Os bilhetes devem ser validados no obliterador que se encontra perto do condutor. Viajar sem bilhete implica o pagamento de uma pesada multa. Todos os autocarros exibem na frente o ponto de destino. Os horários variam consoante as cidades e percursos em que a carreira opera.
Rodoviária de Lisboa (217 899 700; Avenida do Brasil, 45 – Lisboa); Carris (213 632 044; Rua 1º de Maio, 101 – Lisboa)

Metropolitano: A rede do metropolitano de Lisboa está agora bastante alargada e também renovada, onde algumas estações são autênticas galerias de arte contando com esculturas, pinturas e azulejos de artistas portuguesas. Pode adquirir o seu bilhete nas bilheteiras ou nas máquinas que existem nas estações para o efeito. A primeira vez que adquire um bilhete para o metro este é mais caro porque lhe atribui um cartão que posteriormente deverá recarregar, ficando os bilhetes mais baratos a partir desse momento. O metro funciona entre as 6h00 e a 1h00. A cidade do Porto também já tem rede de metropolitano.

Eléctricos e Elevadores: São uma maneira divertida e prática de visitar uma cidade. Pode adquirir o bilhete a bordo e existem ainda rotas turísticas mais caras mas com guia. Informe-se no posto de turismo local.

Táxis: Os táxis em Portugal eram tradicionalmente de cor verde e preta mas foram sendo substituídos por outros de cor bege. É um transporte relativamente barato, sobretudo se compararmos com o preço noutras cidades Europeias. Preste atenção ao taxímetro, este deve estar sempre ligado. As tarifas variam consoante a hora do dia e se é fim-de-semana ou feriado. Se tiver bagagem é cobrado um suplemento. Autocoope (217 932 756 – Lisboa); Radiotáxis (225 511 710-Porto).

Comboio: A CP administra a rede nacional que cobre todo o país. No entanto, a qualidade do serviço varia muito e existem ainda linhas com menos qualidade. O comboio Alfa entre Lisboa e Porto é rápido e eficiente, mas para outras ligações os autocarros de passageiros são mais rápidos e confortáveis. A maior parte das estações fornece um Guia Horário Oficial com informações sobre todos os comboios. Os preços são baixos e existem diversos descontos para crianças, jovens, seniores, cartões família para viagens longas, entre outros. Estações de Comboios: Porto (225 191 374 – Campanha; 222 051 714 – São Bento); Coimbra (239 852 598 – A; 239 856 533 – B); Lisboa (213 424 780 – Cais do Sodré; 213 433 748 – Rossio; 218 920 370 – Oriente; 218 816 242 – Santa Apolónia); Faro (289 826 472).

VIAJANTES DEFICIENTES

Portugal tem poucas infra-estruturas criadas para receber deficientes, situação que está a ser corrigida gradualmente. Já existem cadeiras de rodas e casas de banho adaptadas em todos os aeroportos, e muitos lugares de estacionamento reservados. Em Lisboa existem táxis preparados para deficientes e a maioria dos autocarros já tem rampas. Para mais informações contacte Cooperativa Nacional Apoio Deficientes (218 595 332;Praça Dr. Fernando Amado, Lote 566-E, Lisboa).

VISTOS

Os cidadãos da União Europeia necessitam apenas do Bilhete de Identidade válido para entrar em Portugal. Se ficarem mais de seis meses já necessitam de uma autorização de residência. Actualmente, cidadãos Americanos, Canadianos, Neozelandeses e Australianos não necessitam de visto e podem ficar até 90 dias e ainda pedir uma prorrogação de mais 90 dias. Os turistas que venham de fora da União Europeia devem contactar a embaixada ou consulado portugueses pois as normas para os vistos podem sofrer alterações. Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (213 585 545; Rua São Sebastião da Pedreira, 15 – Lisboa; 9h00-15h00, fecha fins-de-semana)

FERIADOS NACIONAIS

1 de Janeiro Ano Novo 
Fevereiro/Março Carnaval - terça-feira antes de quarta-feira de cinzas
Março/Abril Sexta-feira Santa
20 de Abril Páscoa (feriado móvel, se não me engano)
25 de Abril Dia da Liberdade
1 de Maio Dia do Trabalhador
10 de Junho Dia de Portugal, de Camões e das comunidades
19 de Junho Corpo de Deus
15 de Agosto Assunção de Nossa Senhora
 5 de Outubro Dia da Implantação da República
1 de Novembro Dia de Todos os Santos
1 de Dezembro Dia da Restauração Independência
8 de Dezembro Imaculada Conceição
25 de Dezembro Natal