string(4) "1070" string(4) "1030" string(4) "1069" string(4) "1067" string(4) "1073" Vila Real

Igreja do Carmo, PORTO

DESTINOS
Página Inicial / Destinos / / Vila Real
PROGRAMAS DESTINOS
pesquisa avançada   
VILA REAL
PALÁCIO DE MATEUS
Próximo da cidade encontra-se o Palácio (ou Solar) de Mateus, que é uma das mais belas casas senhoriais lusitanas. Marca, sem sombra de dúvidas, um ponto zénite nos desenvolvimentos do barroco em Portugal e é uma das obras-primas do arquitecto Nasoni. O solar de Mateus constitui um documento único da boa arte de construir arquitectura civil em Portugal no século XVIII.
Parecem duas casinhas compridas com um piso térreo e um piso nobre. Mostra-se em corpos horizontais paralelos que sobressaem em dois volumes para fora de um corpo principal. Este tem janelões com frontões de cantaria por cima, nas esquinas dos telhados, assentes em cornijas de pedra, elevam-se pináculos barrocos em forma de obelisco. Estes pisos avançados fazem um pátio em "u" que, no centro, tem uma escadaria magnífica com balaústres, que sobe dos dois lados ao centro. Por cima um portal de grande magnificência artística. Do lado esquerdo do solar aparece uma capela anexa que tem muitas semelhanças formais com a fachada principal, apresentando assim uma variação, uma repetição com diferenças, que reforça todo o conjunto como obra total. A fachada da capela tem colunas, porta e uma janela por cima, um escudo português, e com um portal por cima de belo efeito.

O Palácio tem um pequeno núcleo museológico e tem uns jardins excelentes para se percorrer, onde se destaca um túnel de cedros, os jardins de buxo, com um desenho rigoroso e que  mais parecem alto relevo no chão do que plantas.  E ainda o espelho de água, que reflecte as linhas da casa. Na água está também uma escultura de José Cutileiro: uma jovem mulher de mármore, dorme no lençol da água como se sonhasse.
SÉ CATEDRAL

É um edifício gótico, mandado construir em 1427, tendo ainda uma marca românica na sua volumetria, proporções e soluções construtivas. A fachada apresenta-nos dois poderosos contrafortes que suportam e demarcam as três naves. Entre eles avança uma massa onde é rompido um portal. Por cima deste há dois nichos rectangulares onde estão duas esculturinhas do século XV. Mais por cima há um óculo que não chega a ser rosácea.
No interior temos um espaço tripartido em três naves, com tecto de madeira. A nave central é suportada por quatro arcos ogivais, sendo que o último é maior que os outros. O transepto é saliente com uma única capela vivamente trabalhada no século XVIII. Há um arco que divide as naves laterais do transepto. Os pilares têm aresta cortada e capitéis com figuras humanas e vegetalistas.

PROGRAMAS RELACIONADOS
desde  € 535
desde  € 440
desde  € 1710