string(4) "1030" string(4) "1074" string(4) "1031" string(4) "1067" string(4) "1073" Alcobaça

Planícies do Alentejo, ALENTEJO

DESTINOS
Página Inicial / Destinos / / Alcobaça
PROGRAMAS DESTINOS
pesquisa avançada   
ALCOBAÇA
MOSTEIRO DE ALCOBAÇA

A fundação desta abadia tem um carácter lendário. Teria sido inaugurada pelo primeiro rei português pela tomada de Santarém aos mouros. D. Afonso Henriques teria dado aos monges da Ordem de Cister as terras circundantes. A abadia foi criada em 1152 e houve obras durante seis séculos. Trata-se de uma vasta edificação conventual, onde um claustro serve de centro às outras dependências (igreja, oficinas, casa do capítulo, cozinha, refeitório).
A nave central da igreja é enorme, a maior de Portugal, e a maior construída por esta ordem de monges, com 19,20m de largura e 17,22 de altura. E, tratando-se de uma igreja gótica, a verticalidade é acentuada pelas linhas das paredes que formam as abóbodas em arcos quebrados. Há uma solenidade espiritual neste interior que é acentuada pelo despojamento decorativo, pela pureza das linhas. A planta é em cruz latina. A fachada, incluindo os campanários, foi totalmente remodelada no século XVIII e ladeada por alas de dois andares com o comprimento de 100 m cada uma. Assim, temos, por fora uma obra barroca e, no interior, um espaço medieval.
O claustro foi iniciado em 1308, edificado no reinado de D. Dinis. De planta quadrada e de grandes proporções constitui um marco original no gótico nacional. Tem dois pisos, com arcadas que dão para o pátio. O segundo piso é posterior (do século XVI) e apesar de ter arcos de forma diferente conjuga-se perfeitamente com o todo.
Além deste claustro principal foram construídos mais dois. O do Cardeal e o do Rachadouro. Além disso há muitas outras dependências conventuais e capelas. É um conjunto que prima por ter grande espólio de estatuária e de túmulos de reis. Nestes é de destacar os sarcófagos de D. Inês e D. Pedro. Que, além de obras notáveis enquanto escultura, são também marcos do imaginário mítico nacional. 

É classificado pela Unesco como Património Mundial da Humanidade. (Inverno: 9h00-17h00; Verão: 9h00-19h00. Igreja: entrada livre; conjunto monástico: €5)


PROGRAMAS RELACIONADOS
desde  € 535
desde  € 420
desde  € 1710