string(4) "1070" string(4) "1030" string(4) "1074" string(4) "1034" string(4) "1067" Santarém

Casario típico da Ribeira, PORTO

DESTINOS
Página Inicial / Destinos / / Santarém
PROGRAMAS DESTINOS
pesquisa avançada   
SANTARÉM
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA
É um exemplo de uma poderosa construção religiosa da Idade Média. A igreja tem três naves sendo a central mais alta que as outras duas. Esta disposição interna é perfeitamente legível na aparência externa. A fachada principal tem um corpo principal e mais alto que tem um pórtico em gótico flamejante e uma belíssima rosácea estrelada. Nesta igreja nota-se um cuidado construtivo especialmente com a robustez, mas que é adoçada com a decoração gótica flamejante.
É de notar o conjunto de mausoléus e de lajes sepulcrais que existe no interior desta vetusta igreja conventual. O interior é amplo com um estilo gótico rigoroso e de elevada qualidade.

 

IGREJA DE NOSSA SENHORA DE MARVILA

Quando os templários e D. Afonso Henriques conquistaram Santarém, em 1147, mandaram construir esta igreja. Mas foi o rei D. Manuel que lhe deu o aspecto que tem hoje remodelando-a profundamente. Assim somos recebidos por um magnífico pórtico no estilo manuelino, lavrado com requinte, com um arcaria trilobada com aspecto acortinado, ladeado por dois pilares seccionados.
O interior tem abóbadas com várias nervuras e enfeitadas com cruzes e esferas armiladas. Estas descem por doze colunas da ordem jónica, no meio de três naves, a iluminação vem, goticamente, por frestas ao longo do corpo da igreja. Destacam-se ainda os azulejos do século XVII que forram o embasamento dos lados.

PORTAS DO SOL

Era um castelo muito largo que tinha sete portas das quais restam apenas vestígios de duas delas. Uma das portas era neste sítio, as outras foram comidas pelas casas ao longo dos séculos. Mas aquilo que foi um castelo medieval, e do qual restam algumas muralhas, agora é um jardim aprazível de onde se vê uma planura imensa a sul. O Tejo nas suas curvas espraiadas desenha a paisagem como um animal gigante de água e areia. Ao longe, o horizonte, dilui-se na luz e na miragem. Esta já é uma paisagem totalmente do sul. A luz enche o vale, com temperatura amena ou quente. O terreno é ofuscado por um dia grandioso que anestesia as casas ao longe. Vêm-se riscos na paisagem: são estradas ladeadas de vegetação. O mundo parou.
E ainda bem que há neste jardim-castelo uma esplanada debaixo do arvoredo onde sentar, descansar, conversar e levitar na mente.

TORRE DAS CABAÇAS

É uma torre de relógio do século XVI. É um paralelepípedo alto furado em cima por oito janelas. Por cima da cobertura há uma estrutura de barro com cabaças de barro que servem de caixa de ressonância aos sinos.

PROGRAMAS RELACIONADOS
desde  € 535
desde  € 1710