string(4) "1030" string(4) "1038" string(4) "1069" string(4) "1074" string(4) "1040" Évora
DESTINOS
Página Inicial / Destinos / / Évora
PROGRAMAS DESTINOS
pesquisa avançada   
ÉVORA
AQUEDUTO DA ÁGUA DA PRATA
Tem 9 km de extensão e vai buscar água a uma nascente para a entregar na cidade de Évora que sempre teve falta dela. Foi construído no século XVI. Quando chega à cidade o aqueduto mostra-se monumental, com torreões de diversas formas. De resto tem um desenho simples e elegante.
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA

É um edifício maneirista com uma gramática decorativa bastante sofisticada, tanto a nível da composição dos volumes como da decoração escultórica. Quatro gigantes estão sentados, quase grotescamente, sobre as pilastras do primeiro andar à frente de duas esferas com chamas. Mais em cima do frontão que remata o edifício há dois anjos mais pequenos. Há discos com rosetas no primeiro andar. No interior há um claustro de estilo renascentista e uma igreja com uma janela de mármore lavrado.


IGREJA DE S. FRANCISCO
A igreja parece um conjunto de massas que se amontoaram com outras construções mais pequenas coladas nos flancos. Tem uma fachada com uma galilé coberta, com sete amplos arcos de volta completa que avançam para nós. A fachada é coroada por coruchéus e merlões. Tem um aspecto gótico e mourisco.
Com planta de cruz latina tem uma só nave. Em cujas paredes se alojam capelas renascentistas, barrocas e rococó. As Capelas da Ordem Terceira são revestidas a azulejos e telas com cenas historiadas. Na Capela dos Ossos estão centenas de esqueletos fazendo motivos decorativos, o que pode ser fascinante ou repelente consoante as sensibilidades. É uma capela particularmente macabra, que servia para os monges franciscanos meditarem.

PALÁCIO DOS CONDES DE BASTO

Misturado com a antiga muralha romana, absorvendo e conservando a Torre de Sertório, possui lindas janelas múdejares, geminadas, de arco de ferradura, e tem galerias renascença. No interior possui bem executadas pinturas murais, de 1578, representando combates navais e episódios mitológicos.

PALÁCIO DOS DUQUES DO CADAVAL

Este palácio fez parte do chamado Castelo Velho, de 1384. Tem um corpo horizontal branco ladeado por duas torres remanescentes desse antigo castelo. O que lhe dá um aspecto híbrido de castelo e de habitação civil.

PRAÇA DO GIRALDO
É a praça central, alongada, com vários edifícios importantes de Évora, esplanadas e lojas, e com uma fonte central, construída em 1571 em mármore branco e rematada por uma coroa de bronze. As fachadas dos prédios têm por baixo arcadas que são particularmente agradáveis no verão e que circundam a quase totalidade da praça. Esta é uma obra-prima do urbanismo.

SÉ CATEDRAL

É um grandioso edifício, de volumetria apreciável, dos começos do século XIII, que marca a transição do românico para o gótico. Aparenta ainda um aspecto de fortificação típico daquele estilo. A fachada principal apresenta um fundo portal que é protegido por duas possantes torres medievais. O portal é ladeado por magníficas esculturas dos apóstolos, debaixo de capitéis com folhagens, e assentes em mísulas com humanos e animais fantásticos. Estes apóstolos são o melhor da escultura medieval lusa, só comparáveis ao Mosteiro da Batalha.

No interior, embora a planta seja de inspiração românica, a decoração e acabamentos são já de estilo gótico. A nave central é imponente, tendo altas abóbadas e belos arcos ogivais. Há mais duas naves laterais, com um comprimento máximo de 70 m que faz dela a maior do país. Além de muitas capelas, incluindo a capela-mor que é já dos tempos de D. João V, o que impressiona neste interior é o espaço em flecha para o alto, elevando espiritualmente o visitante.Possui ainda um claustro de estilo gótico do século XIV grandioso e bonito, por onde passou a patina do tempo.

TEMPLO ROMANO
Muitas vezes conhecido por Templo de Diana na realidade é um templo em honra do Imperador. É um dos templos desta civilização clássica mais completos da Ibéria. Mantém-se as colunas da retaguarda com capitéis coríntios perfeitos.
Em Évora há também trechos de muralhas do século III, também latinas por vezes incrustadas no casario.
UNIVERSIDADE DE ÉVORA
A frontaria interior da universidade, que dá para o claustro é de rara finura, proporção e beleza. Ao centro destaca-se a imponente fachada da Sala dos Actos, construção barroca, em cima com figuras esculpidas. O claustro é de dois andares, de planta quadrada, com colunatas da ordem toscana e arcos de volta completa. As colunas são relativamente finas na proporção do edifício o que lhe dá um aspecto muito leve e renascentista.
PROGRAMAS RELACIONADOS
desde  € 535
desde  € 590
desde  € 440
desde  € 800